domingo, fevereiro 20, 2005

Despedidas

É tão estranho... Afeiçoamo-nos às pessoas e depois, elas deixam de fazer parte da nossa vida. Saem da mesma forma que entraram: inesperadamente.
A residência de estudantes onde me encontro, habitada maioritariamente por estudantes do programa Erasmus, teve hoje mais uma baixa. Filipa, a portuguesa de Famalicão.
Transformam-se na nossa família, enquanto longe da verdadeira (?) e depois partem, para regressarem à sua "vida normal". É duro.
Quando bateu à minha porta, a altas horas da madrugada para se despedir, pensei: "Quem será a esta hora? ". Então abri e "Ah, és tu, Filipa, entra!" Só então caí na realidade e me dei conta que esta foi a última vez que ela o fez... A Filipa não vai mais bater à minha porta a altas horas da madrugada para conversar, porque a Filipa... foi embora.

1 Comentários:

Blogger BeanSprouts disse...

Apesar de sentirmos 1 vazio muito grande quando isso acontece temos de ter consciência de que não deveria importar o sítio onde os amigos se encontram...esse "adeus" que a Filipa te disse não quer forçosamente dizer "adeus" mas sim "até já"!

3:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home